fbpx
Escolha uma Página

O que queres alcançar hoje?

Devíamos abordar os nossos objetivos e desejos, como se estivéssemos no restaurante com um menu nas mãos. 

Ir ao restaurante é um prazer em muitos sentidos. E também é uma lição para concretizar objetivos.

Podemos comer maravilhosamente, somos servidos, vivemos uma experiência com os vários sentidos, onde o paladar é rei, mas também podemos apreciar o ambiente, a atmosfera do lugar, etc.

Um dos aspetos mais notáveis é que nos oferecem uma série de opções, nós eliminamos as que não gostamos e ficamos a decidir o que nos apetece mais. Mesmo quando a consciência nos pesa muito e ainda nos lembrarmos do raspanete do médico, ou dos números da balança, escolhemos o que é melhor para nós).

RESTAURANTE

Sentamos.

Observamos.

Recebemos uma lista.

Pensamos e escolhemos (90% conscientes do preço a pagar).

Esperamos.

Recebemos e desfrutamos da refeição.

Pagamos o preço expectável, mais uns extras que não tínhamos bem a noção.

A NOSSA VIDA E OBJETIVOS

Sentamos e paramos para pensar.

Observamos onde estamos, como viemos aqui parar, qual é o contexto, etc.

Recebemos uma lista. Quando paramos para pensar, e se deixarmos a imaginação trabalhar, percebemos que há opções, umas mais próximas, outras mais arrojadas. Mas há opções.

Pensamos e escolhemos (90% conscientes do preço a pagar). Através da nossa forma de pensar e decidir, escolhemos uma via de ação (que às vezes é não fazer nada).

O MENU É GRANDE E BOM

Depois da fase inicial da juventude, a maioria de nós vai perdendo a noção que podemos escolher ser e fazer muitas coisas fantásticas. E vamos criando limitações. Às tantas damos por nós restritos a um menu com opções muito medianas e ficamos conformados.

Na verdade, as únicas limitações são aquelas que pomos a nós mesmos. Não são as circunstâncias, o chefe ou o mercado que nos tramam – nós é que vamos perdendo a noção de controlo e definição que temos. Esquecemo-nos que podemos escolher o que pensar e o que criar nas nossas vidas e ao nosso redor. 

Eu adoro esta metáfora do menu do restaurante e até a uso quando vou a um.

1ª Dizer 

 

1ª Dizer “sim”: na realidade, sempre que dizemos “não” a alguma coisa estamos implicitamente a dizer “sim” a uma alternativa qualquer. Por exemplo, numa situação de abuso, dizer “

1ª Dizer “sim”: na realidade, sempre que dizemos “não” a alguma coisa